Publicações

PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO NO RS - 20/10/2011

Existem coisas que não podem deixar de ser ditas.
 
Há depoimentos de Professores Gaúchos de que o CPERS tem agido, através de seus representantes regionais, no sentido de desestimular o professor a ajuizar a ação do PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO.
 
Isso contraria os interesses dos professores!
 
Existem dois motivos prováveis pelo qual o CPERS age dessa forma:
 
- Manter o CARÁTER DE NEGOCIAÇÃO com o Governo do Estado;
 
- Manter reserva de mercado em favor do único escritório credenciado pelo sindicato;
 
 
Há que se ter em mente que o PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO é garantido por LEI FEDERAL.
 
Esta lei foi declarada CONSTITUCIONAL pela SUPREMA CORTE BRASILEIRA, o Supremo Tribunal Federal.
 
PORTANTO, nada deve impedir que o professor ajuize a competente ação para buscar o cumprimento desta LEI FEDERAL pelo Estado ou Município.
 
O PISO NACIONAL é direito de TODO professor BRASILEIRO!
 
Qualquer atitude contra o ajuizamento da ação é contra os interesses do professor!
 
Se o CPERS é contra o ajuizamento da ação também é contra o professor!
Autor: Valmir De Freitas Silveira

Exclusivo para CLIENTES

Prezado cliente, aqui voce acessa as informações de seus processos.
Login
Senha

NEWSLETTER

Receba informações da área jurídica e atualidades.
Seu nome
Seu email

Webmail Corporativo

Acesso exclusivo aos colaboradores.
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.